MUNDOS CONTEMPORÂNEOS (depois de 1945)

A NATUREZA E O TEMPO (MAPA DO CONTEÚDO DA SEÇÃO)
Euler Sandeville

conheça a seção:

MUNDOS CONTEMPORÂNEOS (OU DEPOIS DO FIM DO MUNDO) (depois de 1945) Continue Lendo “MUNDOS CONTEMPORÂNEOS (depois de 1945)”

a Terra é azul… que mundo é esse

A TERRA AZUL [1] … QUE MUNDO É ESSE?
Euler Sandeville Jr.
versão inicial 2005/jan 2010/ 21/02/2016 a 05/03/2016. Última atualização: 05/03/2016

1. o mundo contemporâneo (ou: depois do fim do mundo)

Figura 1. Chegada de The Beatles no Kennedy Airport, na Cidade de Nova Iorque, em 7 de fevereiro de 1964, United Press International, photographer unknown.
BEATLES. Photograph, United Press International. [1964.] Location: NYWTS – BIOG–Beatles–Singers Reproduction Number: LC-USZ62-111094 Note: No copyright found; checked by staff December 2000. Collections of the Library of Congress, disponível em http://lcweb2.loc.gov/pnp/cph/3c10000/3c11000/3c11000/3c11094r.jpg acesso em 27/02/2016.

O mundo contemporâneo; são, de fato, muitos mundos. Muitas temporalidades entrecruzando-se, esquecendo-se, refazendo-se como momento histórico. E passando muito rápido. Este texto situa o mundo contemporâneo, para efeito deste estudo, desde o fim da Segunda Guerra (se é que terminou de fato). E tem sentido, dadas as transformações que, na duração de uma vida (hoje, lá se vão coisa de 70 anos), deram origem a mundos que nunca existiram nem poderiam ter existido antes deste período.

No entanto, Continue Lendo “a Terra é azul… que mundo é esse”

A paisagem natural tropical e sua apropriação para o turismo

A PAISAGEM NATURAL TROPICAL E SUA APROPRIAÇÃO PARA O TURISMO
Euler Sandeville Jr.
Pubicado em 2002 (cf. referência no final da página)

RESUMO
O capítulo A paisagem natural tropical e sua apropriação para o turismo contribui para elucidar significados da ‘natureza tropical enquanto elaboração da cultura, em uma perspectiva histórica. Discute mudanças de pensamento e comportamento frente à natureza na passagem do século, alertando para aspectos ideológicos das atuais formas de sua apropriação simbólica, sobretudo enquanto componente do produto turístico. A mercantilização da paisagem e de imagens da natureza subjuga seu caráter anárquico e selvagem, padronizando e institucionalizando sua vivência e comportamentos perante ela. O capítulo foi escrito com base em minha Tese de Doutoramento “As Sombras da Floresta. Vegetação, Paisagem e Cultura no Brasil” (SANDEVILLE JR. 1999)

O ano de 1492, com a rendição de Granada, simbolizou o fim do domínio mouro na Europa. Nesse mesmo ano partiu a expedição de Cristóvão Colombo para as Índias, após mais de dez anos de tentativas e descréditos. Continue Lendo “A paisagem natural tropical e sua apropriação para o turismo”

455557686971727477899601081215… mundos contemporâneos (ou depois do fim do mundo)

455557686971727477899601081215… MUNDOS CONTEMPORÂNEOS (OU DEPOIS DO FIM DO MUNDO)
Euler Sandeville Jr.
versão inicial 2007. Última atualização: 22/07/2017

Foto de folha de palmeira de Euler Sandeville (2010); Código de barras da Cultura, criado por Euler Sandeville (2007)

 

Esta seção do sítio ocupa-se principalmente de questões e eventos, de formas de ver e atuar, posteriores a 1945. A seleção das imagens procura, no caso da folha, possibilitar um leve efeito cinestésico ao olhar – você reparou? -, quando move a página para baixo e para cima. Preciso ver se ainda pode ocorrer em alta resolução, espero que sim. Com isso, um universo de significações, que não penso ser necessário esgotar aqui, é sugerido como um campo sensível e cognitivo ao visitante.

Logo abaixo, em continuidade à proposta de abertura desta seção, está situado em uma narrativa explícita com a folha da palmeira um código de barras muito especial. Coloca outras questões. É muito justo que abaixo dessa folha seja colocado um código de barras, se não mesmo um preço, o que não fazemos por aqui, mas é feito na base das relações contemporâneas. Essas duas imagens, com seu movimento na tela, embora sejam estáticas e com seu campo de significações próprio e entrelaçado, são como que um resumo aberto de A Natureza e o Tempo (o Mundo).

O que há de especial nesse código?  Continue Lendo “455557686971727477899601081215… mundos contemporâneos (ou depois do fim do mundo)”