CONCEITUAÇÃO / CRONOS (considerações sobre a passagem do tempo e seu estudo)

A NATUREZA E O TEMPO (MAPA DO CONTEÚDO DA SEÇÃO)
Euler Sandeville

conheça a seção:  CONCEITUAÇÃO e CRONOS

 

CONCEITUAÇÃO (apresenta a proposta do trabalho) Continue Lendo “CONCEITUAÇÃO / CRONOS (considerações sobre a passagem do tempo e seu estudo)”

breve advertência sobre os períodos que organizam a navegação neste sítio e suas datações de referência

BREVE ADVERTÊNCIA SOBRE OS PERÍODOS QUE ORGANIZAM A NAVEGAÇÃO NESTE SÍTIO E SUAS DATAÇÕES DE REFERÊNCIA
Euler Sandeville Jr.
versão inicial 18/03/2016. Última atualização: 06/03/2017. Revisão importante em 25/02/2018

 

Ninguém no seu juízo pensaria que uma data, por mais relevante que seja na vida das pessoas ou das nações, por si mesma, demarcasse como uma linha de fronteira processos distintos da história. Da mesma forma as periodizações. No entanto, devemos reconhecer, são um recurso poderoso para criar significação no tempo. Por sua longa e continuada repetição passamos a organizar o conhecimento a partir de períodos que tendem assim a nos parecer naturais – renascimento, modernidade, etc. Mas não são, a história não foi assim, este é o modo como organizamos suas narrativas e nossa compreensão.

Por vezes, esses períodos, repetidos desde cedo em nosso aprendizado do mundo e do tempo, acabam nos parecendo naturais, verdades. Ganham autonomia sobre aquilo a que se referem: nos dizem não só o que deve ser olhado e lembrado, e o que não deve ser olhado ou deve ser esquecido, mas também o como devem ser olhados esses objetos de lembrança, ou de esquecimento. Toda periodização Continue Lendo “breve advertência sobre os períodos que organizam a navegação neste sítio e suas datações de referência”

bibliografia citada na seção

BIBLIOGRAFIA CITADA NA SEÇÃO

RELAÇÃO AINDA PARCIAL

Nota: Como o sítio está em contínua atualização,  também esta bibliografia está. Não corresponde à bibliografia da pesquisa, mas tão somente àquela citada nos artigos deste sítio. Citações de sítios da internet estão, ainda neste momento, indicadas na própria página do artigo.

ARENDT, Hannah. A condição humana. Trad. Roberto Raposo. Rio de Janeiro: Forense, 2004 (1958)

BALZAC, Honoré de. Ilusões Perdidas. Trad. Leila de Aguiar Costa. São Paulo: Estação Liberdade, 2007. Continue Lendo “bibliografia citada na seção”

Atualizações e amadurecimento do projeto entre 13/01/2016 e 02/04/2017

ATUALIZAÇÕES E AMADURECIMENTO DO PROJETO ENTRE 13/01/2016 E 02/04/2017
Euler Sandeville Jr.

A partir de 02 de agosto de 2017 o conteúdo do sítio foi transferido para o endereço https://poeticasdapaisagem.wordpress.com/ atualmente desativado e o conteúdo disponibilizado em htt://nep.arq.br. O modelo de blog fez com que eu deixasse de anotar as transformações do projetos, mas fica este registro da evolução da inicial.

Esquema da referido divisão das esferas. · O Empíreo céu (de fogo), habitação de Deus e de toda os eleitos · 10 Décimo Céu, causa primeira · 9 Nono céu, cristalino · 8 Oitavo céu do firmamento · 7 Céu de Saturno · 6 Jupiter · 5 Marte · 4 Sol · 3 Venus · 2 Mercúrio · 1 Lua. Fonte: Peter Apian, Cosmographia, Antuépia, 1524 (fonte mencionada Edward Grant, “Celestial Orbs in the Latin Middle Ages”, Isis, Vol. 78, No. 2. (Jun., 1987), pp. 152-173.) Disponível em https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Ptolemaicsystem-small.png. Acesso em 30/01/2016. Continue Lendo “Atualizações e amadurecimento do projeto entre 13/01/2016 e 02/04/2017”

cosmos: mundos

COSMOS: MUNDOS
por Euler Sandeville Jr.
11/04/2016

 

Latim: Schema huius praemissae divisionis sphaerarum. · Coelum empireum habitaculum dei et omnium electorum · 10 Decimum coelum primu mobile · 9 Nonu coelum cristallinum · 8 Octavum [coelum] firmamentu · 7 Coelu saturni · 6 [Coelu] Iovis · 5 [Coelu] Martis · 4 [Coelu] Solis · 3 [Coelu] Veneris · 2 [Coelu] Mercurii · 1 [Coelu] Lunae
Esquema da referido divisão das esferas. · O Empíreo céu (de fogo), habitação de Deus e de toda os eleitos · 10 Décimo Céu, causa primeira · 9 Nono céu, cristalino · 8 Oitavo céu do firmamento · 7 Céu de Saturno · 6 Jupiter · 5 Marte · 4 Sol · 3 Venus · 2 Mercúrio · 1 Lua
Fonte: Peter Apian, Cosmographia, Antuépia, 1524 (fonte mencionada Edward Grant, “Celestial Orbs in the Latin Middle Ages”, Isis, Vol. 78, No. 2. (Jun., 1987), pp. 152-173.) Disponível em https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Ptolemaicsystem-small.png. Acesso em 30/01/2016.

Simulação do cosmo em bilhões de anos Continue Lendo “cosmos: mundos”

uma linha do tempo

UMA LINHA DO TEMPO
Eular Sandeville Jr.

 

Exemplo de uma linha do tempo tradicional, dando uma ideia de sequenciação linear do tempo e a possibilidade reconfortante de situar eventos em um quadro interpretativo, definindo assim a priori sua significação. Embora possamos discordar de vários aspectos dessa representação, considero interessante para uma visualização da forma tradicional de conceber a história, e de interesse didático para etapas iniciais de estudo ao ajudar a localização temporal e espacial (em alguma medida) do estudante.

Concepção e organização Euler Sandeville (1983, revisado) Continue Lendo “uma linha do tempo”

o dilema de cronos (2016)

O DILEMA DE CRONOS (2016)
Euler Sandeville Jr.
06/03/2016

 

Zeus e Hera, Museu Albertina, Viena (fonte: http://pre09.deviantart.net/05b4/th/pre/i/2006/203/f/6/vienna_statue_by_darkdeutsch.jpg acesso 22/01/2016). Zeus (Ζεύς), era o pai dos deuses e dos homens com a autoridade sobre os deuses olímpicos, após destronar Cronos, seu pai, que havia devorado os filhos e obrigá-lo a vomitá-los.

Templo de Zeus em Olímpia, 2006, Continue Lendo “o dilema de cronos (2016)”